ENEM

Os principais problemas ambientais urbanos e rurais [Geografia no Enem]

Por EAD URI   | 

 Tag: ENEM

Um dos temas favoritos do Enem na prova de Geografia, os problemas ambientais aparecem no Exame em questões com diversos tipos de abordagens, desde a poluição do solo, dos rios e da atmosfera à superpopulação e ao mau uso de recursos naturais pelo homem.

Um problema ambiental é um desequilíbrio do meio ambiente provocado por algum fator fora do comum, que desestabiliza o funcionamento do espaço natural. Ou seja, algum fenômeno provocado pelo ser humano que implica um impacto ambiental, permanente ou temporário.

Por isso, para ir bem nas questões que tratam do assunto, é importante estar bem informado sobre as alterações no meio ambiente nos últimos anos, tanto no contexto brasileiro quanto no internacional.

Vamos apresentar alguns exemplos sobre este assunto neste resumo sobre problemas ambientais. Confira:

  1. Como os problemas ambientais são cobrados no Enem
  2. Causas e consequências dos problemas ambientais urbanos
  3. Principais problemas ambientais urbanos
  4. Causas e consequências dos problemas ambientais rurais
  5. Principais problemas ambientais rurais
  6. Exercícios sobre problemas ambientais que caíram no Enem
  7. Use sua nota do Enem para investir no seu futuro no EAD URI

Comece sua graduação EAD agora mesmo! Inscreva-se grátis.

Como os problemas ambientais são cobrados no Enem

Os impactos ambientais são um tema recorrente tanto no caderno de Ciências Humanas, como Ciências da Natureza, tratando sobre as alterações que o nosso planeta sofre devido à interferência humana.

Os principais tópicos cobrados no Enem sobre problemas ambientais são:

  • Desmatamento;
  • Mudanças climáticas;
  • Enchentes;
  • Queimadas;
  • Ilhas de calor nas cidades;
  • Poluição;
  • Riscos dos problemas ambientais para os seres vivos.

Causas e consequências dos problemas ambientais urbanos

No Brasil, esses problemas estão intimamente ligados à expansão desordenada dos centros urbanos.

Os problemas ambientais urbanos geram consequências econômicas e ambientais, como o impacto na disponibilidade e na qualidade dos recursos ambientais e o volume de vidas perdidas em razão de grandes desastres naturais.

Principais problemas ambientais urbanos

Os problemas ambientais urbanos são fenômenos que impactam diretamente no meio ambiente das cidades.

Em muitas situações, esses fenômenos possuem causas naturais, mas que são potencializadas pela ação do homem, assim como pela acentuada transformação da natureza.

Os elementos motivadores desses problemas ambientais nas cidades estão centrados em questões relacionadas à intensa modificação do espaço natural pelas atividades produtivas.

Os principais problemas ambientais urbanos são:

1. Enchentes

As enchentes ocorrem principalmente por causa da impermeabilização do solo urbano, que é coberto na maior parte por asfalto e cimento. Com isso, a água não consegue penetrar e se acumula.

Outro fator que colabora com as enchentes é a alteração de cursos d’água, como o aterramento para construção civil ou mudanças do curso de rios, além do entupimento dos bueiros.

Podemos citar como exemplo as enchentes que atingiram a Bahia em dezembro de 2021. Mais de 850 mil pessoas foram afetadas pela catástrofe ambiental.

Sobrevoo em áreas atingidas por enchentes no Estado da Bahia em 12 de dezembro de 2021. Créditos: Isac Nóbrega/PR/Wikimedia Commons CC 2.0Sobrevoo em áreas atingidas por enchentes na Bahia em 12 de dezembro de 2021. Isac Nóbrega/PR/Wikimedia Commons CC 2.0.

2. Lixos urbanos

O aumento populacional causa uma maior produção de lixo e a falta de um tratamento adequado para os resíduos sólidos domésticos causam impactos ambientais severos nos solos, águas e mesmo no ar.

Esses lixos urbanos produzem gases e substâncias tóxicas que, ao entrarem em contato com o meio em que são depositados, vão ser causadores de doenças graves e contaminação do ambiente.

No Brasil, são produzidos 82 milhões de toneladas de lixo todos anos e apenas 2% desse total é reciclado.

3. Despejo de esgotos nos rios e canais

O crescimento desordenado e a falta de infraestrutura urbana das cidades ocasionaram uma ausência de planejamento em relação ao saneamento básico.

Esse fato acarretou um despejo sistemático de esgoto sanitário doméstico e industrial em rios e canais em grande escala, fazendo com que ocorra um grande impacto em ecossistemas aquáticos e o aumento da contaminação da água.

Para você ter uma ideia da dimensão do problema, estima-se que 100 milhões de brasileiros não têm acesso à coleta de esgoto.

4. Poluição sonora

A grande quantidade de automóveis nos centros urbanos colabora significativamente para a produção da poluição sonora.

Além dos automóveis, também podemos destacar as obras de construção civil, fábricas, entre outros fatores que são responsáveis por distúrbios mentais, aumento significativo do stress e até problemas auditivos.

5. Emissão de gases

O grande volume de automóveis e indústrias são os principais causadores desse problema, que, entre outros fatores, pode gerar o efeito estufa, devido à grande quantidade de gás carbônico, chuvas ácidas e as ilhas de calor.

As chuvas ácidas ocorrem quando existe, na atmosfera, um número muito grande de enxofre (SO2) e óxidos de nitrogênio (NO, NO2, N2O5), que, quando em contato com o hidrogênio em forma de vapor, formam ácidos como o ácido nítrico (HNO3) ou o ácido sulfúrico (H2SO4).

Já as ilhas de calor são uma anomalia do clima que ocorre quando a temperatura em determinadas regiões dos centros urbanos fica muito maior do que a temperatura nas regiões periféricas.

Uma imagem que vemos com frequência em jornais e redes sociais é da cidade de Pequim coberta pela poluição, que tem origem no uso generalizado de carvão como fonte de energia na indústria pesada. A foto abaixo é de 2014:

Pequim coberta pela poluição em 2014. Créditos: Kentaro IEMOTO/Creative Commons.Pequim coberta pela poluição em 2014. Kentaro IEMOTO/Creative Commons.

Causas e consequências dos problemas ambientais rurais

A intensificação das atividades produtivas no campo, acompanhada pela exploração desenfreada dos recursos naturais, marca a perda da qualidade ambiental das zonas rurais, gerando graves consequências para o meio ambiente e para a população.

A perda da biodiversidade é um dos problemas ambientais mais visíveis, especialmente por causa das queimadas e desmatamentos.

Essas ações provocam um intenso desequilíbrio ambiental dos sistemas florestais, que resulta em fenômenos como a perda da fertilidade do solo e a mudança do regime de chuvas.

A poluição da água, do solo e do ar também contribuem diretamente para a perda da qualidade e para a inutilização dos recursos naturais. Além disso, ocasiona crises de acesso à água, abastecimento de alimentos e, ainda, aumento das temperaturas do planeta.

A utilização intensa de agrotóxicos também gera enormes impactos ambientais, além de inúmeros prejuízos para a saúde da população.

A perda dos solos por meio de fenômenos como a erosão também é uma consequência preocupante, que impacta diretamente na produção agrícola.

Principais problemas ambientais rurais

Os problemas ambientais rurais são fruto da intensa utilização dos recursos naturais nas atividades humanas. O Brasil é um dos países campeões em impactos ambientais no campo.

Os problemas ambientais rurais são derivados da utilização de elementos da natureza no desenvolvimento das atividades produtivas. Esse uso, em muitos casos, acontece de forma intensa e desenfreada, gerando um conjunto de impactos no meio ambiente.

Os principais problemas ambientais no campo são:

  • Poluição da água, do solo e do ar;
  • Desmatamento e queimadas;
  • Erosão e compactação do solo;
  • Esgotamento dos recursos naturais.

Um exemplo de problema ambiental que marcou o noticiário entre 2019 e 2022 foram as queimadas no Pantanal. Nos últimos, o fogo destruiu mais de 4 milhões de hectares e matou 10 milhões de animais.

Foto de queimada no Pantanal em 2020. Créditos:  Mayke Toscano/Secom-MT.Foto de queimada no Pantanal em 2020. Mayke Toscano/Secom-MT.

Exercícios sobre problemas ambientais que caíram no Enem

Hora de revisar o que você aprendeu até aqui com questões sobre problemas ambientais que caíram no Enem.

As perguntas foram retiradas do banco de provas e gabaritos do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), órgão do Ministério da Educação (MEC) responsável pela realização do Enem.

Questão 1 – Enem PPL 2021

As atividades mineradoras têm criado conflitos com extrativistas, quilombolas, pequenos agricultores, ribeirinhos, pescadores artesanais e povos indígenas. Em geral, estes sujeitos têm encontrado grande dificuldade de reproduzir suas dinâmicas territoriais depois da instalação da atividade mineradora, nem sempre com reconhecimento do impacto ao seu território pelo Estado e pela empresa, ficando sem qualquer tipo de compensação econômica. Em outros casos, nem a compensação econômica tem sido capaz de evitar o esgarçamento das relações sociais destes grupos que sofrem com a reconstrução abrupta das suas identidades e de suas dinâmicas territoriais.

PALHETA, J. M. et al. Conflitos pelo uso do território na Amazônia mineral. Mercator, n. 16, 2017.

O texto apresenta uma relação entre atividade econômica e organização social marcada pelo(a)

  1. escassez de incentivo cultural.
  2. rompimento de vínculos locais.
  3. carência de investimento financeiro.
  4. estabelecimento de práticas agroecológicas.
  5. enriquecimento das comunidades autóctones.

✅Gabarito: B

Questão 2 – Enem PPL 2021

Os anos 1960 e início dos 1970 foram anos de muitas dificuldades para os povos africanos habitantes, principalmente, das áreas que bordejam o deserto do Saara — Sahel — devido ao período de acentuada seca que se abateu sobre a região. Não descartando as implicações de ordem natural daquele fenômeno, deve-se observar que o aumento de seres humanos e suas manadas passou a pressionar muito fortemente o frágil ecossistema local e regional, o que resultou na considerável expansão anual do deserto sobre aquelas regiões.

MENDONÇA, F. A. Geografia e meio ambiente. São Paulo: Contexto, 1994 (adaptado).

O problema socioambiental apresentado emergiu como resultado da interação entre

  1. relevo e extração mineral.
  2. bioma e atividade turística.
  3. paisagem e ocupação territorial.
  4. preservação e mercado consumidor.
  5. migração e desenvolvimento industrial.

✅Gabarito: C

Questão 3 – Enem PPL 2021

A agropecuária é uma das atividades humanas que causam maior impacto sobre o ambiente natural, alterando o equilíbrio ecológico e diminuindo a biodiversidade nos biomas. Dos seis biomas encontrados em território nacional, o que mais sofre pressão dessa atividade é o Pampa, que tem 71% da sua área ocupada com estabelecimentos agropecuários.

Disponível em: http://saladeimprensa.ibge.gov.br. Acesso em: 7 nov. 2014.

Um impacto ambiental que vem se processando no Sul do Brasil em função dos excessos praticados pela atividade econômica descrita é a

  1. uniformização da cobertura vegetal.
  2. arenização dos solos regionais.
  3. alteração da incidência solar.
  4. eutrofização dos cursos de água.
  5. ampliação das queimadas controladas.

✅Gabarito: B

Questão 4 – Enem Digital 2021

Preços justos e autorizações de uso da água devem garantir de forma adequada que a retirada de água, bem como o retorno de efluentes, mantenham operações eficientes e ambientalmente sustentáveis, de maneira que sejam adaptáveis às peculiaridades e necessidades da indústria e da irrigação em larga escala, bem como às atividades da agricultura em pequena escala e de subsistência.

UNESCO. Relatório Mundial das Nações Unidas sobre Desenvolvimento dos Recursos Hídricos. Água para um mundo sustentável. Unesco, 2015.

Considerando o debate sobre segurança hídrica, a proposta apresentada no texto está pautada no(a)

  1. distribuição equitativa do abastecimento.
  2. monitoramento do fornecimento urbano.
  3. racionamento da capacidade fluvial.
  4. revitalização gradativa de solos.
  5. geração de produtos recicláveis.

✅Gabarito: A

Questão 5 – Enem Digital 2021

TEXTO I

Em 2016, foram gerados 44,7 milhões de toneladas de resíduos eletrônicos, um aumento de 8% na comparação com 2014. Especialistas previram um crescimento de mais 17%, para 52,2 milhões de toneladas, até 2021.

Disponível em: https://nacoesunidas.org. Acesso em: 12 out. 2019 (adaptado).

TEXTO II

Há ainda quem exporte deliberadamente lixo eletrônico para o Gana. É mais caro reciclar devidamente os resíduos no mundo industrializado, onde até existem os recursos e a tecnologia. Um negócio muito mais lucrativo é vender o lixo eletrônico a negociantes locais, que o importam alegando tratar-se de material usado. Os negociantes depois vendem o lixo aos jovens no mercado, ou noutro lado, que o desmantelam e extraem os fios de cobre. Estes são derretidos em lareiras ao ar livre, poluindo o ar e, muitas vezes, intoxicando diretamente os próprios jovens.

KALEDZI, I.; SOUZA, G. Disponível em: www.dw.com. Acesso em: 12 out. 2019 (adaptado).

No contexto das discussões ambientais, as práticas descritas nos textos refletem um padrão de relações derivado do(a):

  1. Exercício pleno da cidadania.
  2. Divisão internacional do trabalho.
  3. Gestão empresarial do toyotismo.
  4. Concepção sustentável da economia.
  5. Protecionismo alfandegário dos Estados.

✅Gabarito: B

Use sua nota do Enem para investir no seu futuro no EAD URI

Sua nota do Enem vale uma bolsa de até 100%!

Comece a sua graduação EAD assim que você pegar sua nota do Enem!

Na URI, você tem acesso a uma das melhores graduações EAD do Rio Grande do Sul, com a mesma qualidade de ensino presencial. Use a sua nota do ENEM e entre sem precisar fazer vestibular, podendo conseguir uma bolsa de até 100% para o primeiro semestre.


Continue acompanhando o Blog do EAD URI para mais dicas de como arrasar na prova do Enem!