ENEM

Notas de Corte do Enem: como funcionam, onde são usadas e dicas

Por EAD URI   | 

 Tag: ENEM

Você já deve ter ouvido falar sobre as notas de corte do Enem, certo? Mas você sabe exatamente sobre o que se trata? 

Apesar de conhecida por muitos, a expressão ainda gera bastante confusão. Por isso, se você também não sabe ao certo como funcionam as notas de corte do Enem, continue lendo! 

Neste artigo, vamos explicar como é o critério de seleção adotado pelas universidades a partir do desempenho do estudante no Enem. 

Você vai conferir: 

O que é o Enem? 
Como funcionam as notas de corte do Enem? 
Usando a nota do Enem em universidades particulares 
Como usar a nota do Enem em universidades públicas 
Usando a nota do Enem para financiamento estudantil (FIES)
Como se calcula a nota do Enem?
Dicas para um bom desempenho no Enem
Conclusão
 

Sua nota do Enem vale uma bolsa de até 100%!

O que é o Enem? 

O Exame nacional do Ensino Médio foi criado em 1998, pelo Ministério da Educação, com o objetivo de compreender o nível de qualidade da educação no Brasil. 

Foi a primeira vez em que estudantes de todos os estados do país foram avaliados simultaneamente. 

A intenção, no primeiro momento, era ter um diagnóstico do grau de conhecimento dos jovens brasileiros, para, a partir de disso, criar novas diretrizes e melhorias. 

A partir de 2004, o Enem passou a ser usado como critério para o ingresso em universidades públicas e privadas do país. 

Hoje, o exame é a principal forma de entrada em instituições de ensino superior.

Calendário do Enem 2022 

Confira o calendário do Enem 2022:

  • Inscrições: entre 10 e 21 de maio de 2022
  • Prazo para o pagamento da taxa de inscrição: até dia 27 de maio de 2022
  • Datas de aplicação do Enem: dias 13 e 20 de novembro de 2022
  • Divulgação das notas: ainda não divulgado

Como funciona o Enem Digital?

Desde 2020, o Enem passou a ser aplicado na modalidade digital. 

O processo de inscrição e os critérios de avaliação são os mesmos da prova física, mas a realização é diferente. 

A prova objetiva é aplicada de forma online, através de computadores disponibilizados para os candidatos nos locais de prova, e a redação ainda é feita de forma física. 

Como funcionam as notas de corte do Enem? 

As notas de corte do Enem nada mais são do que a nota mínima necessária para que um candidato fique entre os selecionados. 

Os sistemas do Sisu e do Prouni calculam essa nota todos os dias tendo como base o número de vagas disponíveis em relação ao total dos candidatos inscritos em determinado curso e em determinada modalidade de concorrência. 

Para concorrer a uma vaga usando a nota do Enem, é essencial que o candidato tenha feito, no mínimo, 450 pontos. 

Variações das notas de corte do Enem 

Fatores como a alta demanda e a quantidade de bolsas do Prouni ou vagas do Sisu em uma instituição podem influenciar na variação das notas de corte. 

Dessa forma, um curso que começa a receber muitas inscrições, tem chances de ter sua nota alterada todos os dias. Porém, um curso que recebe poucas inscrições permanece mais tempo com uma nota igual. 

A variação das notas de corte do Enem fica disponível para os candidatos durante o período de inscrições. Depois disso, ao final do período, a lista dos classificados é divulgada. 

Como usar a nota do Enem em universidades particulares 

Em instituições de ensino privadas, o uso da nota do Enem se dá de duas formas diferentes.  

A primeira delas é através do Prouni, o programa de bolsas de estudo do Governo Federal, e a segunda é através de bolsas oferecidas pela própria instituição. 

Na grande maioria das vezes, as notas de corte das universidades particulares é menor do que em instituições públicas de ensino. 

Utilizando um desses meios, mesmo o programa de bolsas próprio de instituições privadas, o candidato não precisa prestar vestibular, ele usa a nota do Enem como forma de entrada. 

Prouni 

O Prouni é o principal programa do governo federal para bolsas de estudo em universidades particulares do Brasil. 

Dentre os critérios usados para conseguir esses benefícios estão a renda do estudante e o desempenho no Enem. 

Para concorrer à bolsa integral (100%), o estudante precisa ter renda mensal, por pessoa, de até 1,5 salário mínimo. Já para as bolsas parciais (50%), a renda familiar bruta mensal da família deve ser de até 3 salários mínimos por pessoa. 

Somente pode participar do Prouni o estudante brasileiro que ainda não obteve o diploma de curso superior e que tenha participado da edição mais recente do ENEM, com desempenho superior a 450 pontos. 

Além disso, o candidato não pode ter tirado zero na redação. 

Bolsas das próprias faculdades 

Existem também programas de bolsas em instituições privadas mantidos pela própria instituição. 

Na URI, por exemplo, é possível usar a nota do Enem para entrar nos cursos EAD sem precisar prestar vestibular. 

Um adendo interessante é que você pode usar a nota de uma edição a partir de 2010. Dependendo da nota tirada pelo candidato, inclusive, é possível garantir descontos de 100%. 

Você pode clicar neste link para entender como funciona o processo e o que você precisa fazer para garantir sua bolsa de estudos com a nota do Enem na URI. 

imagem enem

Como usar a nota do Enem em universidades públicas 

Para entrar em universidades públicas usando a nota do Enem, o candidato precisa se inscrever no Sisu, o Sistema de Seleção Unificada, do Governo Federal. 

Dentre os programas que aceitam a nota do Enem, o Sisu é o mais concorrido. Isso acaba fazendo com que as notas de corte sejam mais altas quando comparadas ao Prouni, por exemplo. 

Sisu 

Para participar do Sisu, o candidato precisa ter feito o Enem na edição anterior e também prestar atenção aos critérios usados pelas universidades. 

Por exemplo, existem instituições que utilizam o Enem como vestibular para todos os candidatos e aquelas que utilizam parte da nota ou reservam parte das vagas. 

No Sisu, é possível se candidatar em até dois cursos distintos na mesma universidade ou no mesmo curso ofertado por instituições diferentes. 

O cálculo das notas de corte nesse caso segue critérios estabelecidos pelas próprias universidades. Elas podem atribuir pesos diferentes a determinadas áreas do conhecimento e isso influencia as notas de corte. 

Como usar a nota do Enem para financiamento estudantil (FIES) 

FIES é o programa de financiamento para universitários criado pelo Governo Federal com parcelas e juros baixos, em que os pagamentos só iniciam após a conclusão da graduação. 

Para quem pretende usar a pontuação do Enem a fim de financiar a graduação, também é preciso observar as notas de corte. 

A vantagem é que para financiar os estudos com o FIES, o candidato pode usar a nota de qualquer prova do Enem feita depois de 2010, desde que não tenha zerado na redação. 

Como se calcula a nota do Enem? 

A pontuação do Enem é calculada usando a Teoria de Resposta Item (o TRI). Esse é um algoritmo usado para corrigir o cartão atribuindo pontos a cada resposta. 

A TRI leva em consideração o nível de dificuldade de cada questão e percebe o padrão de acertos do participante.  

Analisando o padrão de erros e acertos do candidato, a TRI consegue identificar se o candidato acertou uma questão porque sabia a resposta correta – nesse caso, ele recebe um ponto inteiro – ou porque chutou – nesse caso, recebe uma pontuação menor. 

Essa é uma maneira de evitar que os chutes tenham o mesmo valor de uma resposta que veio de um conhecimento. 

É por conta desse algoritmo, da TRI, que não dá para saber a nota final do Enem apenas conferindo o gabarito. 

O gabarito dá as respostas corretas, mas não a relação de pontos entre elas e o seu cartão-resposta. Para saber, com certeza, a sua pontuação no Enem, o ideal é esperar o resultado oficial. 

É possível tirar nota zero no Enem? 

Mesmo se um candidato errar todas as questões ou entregar o cartão-resposta em branco, ainda assim ele não tira zero. 

Isso porque as questões já vêm calibradas, cada um dos níveis de dificuldade já tem um valor atribuído. 

Ou seja, cada questão já chega na hora da correção com uma nota e todos os candidatos começam com a mesma nota. 

A redação, por sua vez, é possível zerar. 

Por quanto tempo vale a nota do Enem? 

A resposta para essa pergunta depende da finalidade que você quer dar para sua nota. Confira alguns exemplos abaixo: 

  • Para utilizar sua nota no Sisu e no Prouni, precisa ter realizado a edição mais recente do Enem. Isso significa que se você fez o Enem este ano, precisa utilizar a nota no ano seguinte, senão ela perde a validade e você precisa fazer a prova novamente. 
  • Já para o FIES, a sua nota do Enem tem uma validade maior, isso porque o programa aceita os resultados de qualquer edição de 2010 em diante. 
  • O mesmo vale para o programa de bolsas da URI, você pode utilizar sua nota de qualquer edição a partir de 2010. 

enem digital

Dicas para um bom desempenho no Enem

Como você pode perceber, o Enem é, sem dúvidas, o maior processo seletivo para o ensino superior no Brasil hoje em dia. E isso p torna bastante concorrido. 

Por isso, se você está se preparando para as provas, confira algumas dicas: 

  • Estude pelas provas de edições passadas: Esta é uma das melhores formas de medir se você está bem preparado. No site oficial do Enem, você encontra todas as provas e gabaritos. 
  • Coloque o descanso na agenda: não adianta estudar sem descansar porque o seu cérebro precisa de momentos de descanso para fixar o conteúdo estudado. 
  • Durma bem e se alimente bem: um corpo saudável mantém um cérebro saudável e você precisa do seu cérebro na melhor condição para aprender. 

Conclusão 

O Enem é uma etapa importante na vida de estudantes de todo o Brasil, por isso esperamos que você tenha aproveitado todas as nossas dicas sobre como funciona as notas de corte do Enem. 

Também não deixe de conferir o programa de bolsas de estudo que a URI oferece, essa pode ser a sua oportunidade de entrar na graduação em uma instituição com um nível altíssimo de qualidade.

Sua nota do Enem vale uma bolsa de até 100%!

Leia também: